sábado, 3 de abril de 2010

sou uma vadia de verdade - ginecologista novo

Meu 1º post irei me descrever , sou branca, 27anos ,1,67 altura, 58kg, seios médios bunda empinada, devido a anos de academia e volei, sou chamada de gostosa constantemente.. e muito acediada.

Tinha uma vida normal (agora vejo que era chata mesmo) , até o dia que fui num ginecologista novo, pois a minha médica não estava atendendo mais onde eu ia e nunca tive problemas com homens, mas eram sempre caras que que não me atraiam em nada e não fazia a menor diferença, mas este médico em particular, que iria me examinar pela 1º vez, era bonito de verdade e tinha um perfume.. nossa....

ela se apresentou.. me pediu pra ficar a vontade depois das perguntas de rotina.. coloquei o camisolão , mas deixei a calcinha ( fingir ter esquecido, justamente pra ele ver a micro calcinha que estva usando) sempre gostei de provocar os homens mais isso, nunca chegou ao que eu estava planejando de verdade na quele dia, bem deitada na maca e com os bicos dos seios duros de tanto tesão acho que ele percebeu. pois já percebi um volume em sua calça.. e sua voz tinha ficado mais desconsertada, acho que sem jeito ,vergonha ou sei lá....

ele me mandou abrir as pernas e colocar no aparelho que as segura numa possição humilhante pra uma mulher normal, mas eu já estava me sentindo a vadia safada que faz oque seu macho manda sem se importar com mais nada ..por instantes lembrei de meu marido, super ciumento na minha frente, mas já soube que ele curte ser corno, num email que li dele pra um site mas iso é outra história....

Continuando, eu de pernas abertas, o médico sem jeito sorriu e falou que deveria retirar a calcinha antes, eu no memso instante pedia que ele mesmo tirasse, ele ficou pasmo, mas se prontificou a tira-la, era tipo fio dental bem pequena mesmo, deu até um certo trabalho pois ela estava chavada em minha bunda que é bem carnuda e gostosa.... conforma ele tirava acalcinha deichei meu pé encostar em suas calças e senti o volume de sua rola semi ereta, estava no ponto que gosto de chupar... bem carnuda tipo uma borracha.. ele sorriu e proseguiu o exame.. logo que me tocou na xota. percebeu que estava super molhada... e por conhecer diversas bocetas. sabia que era excitação.... só de olhar e tocar... quando encostou o primeiro dedo na minha bucetinha soltei um suspiro... não consegui resistir... neste instante ele me pediu desculpas.. acho que dsfarçando.. e perguntou se machucou.. eu falei que não e pedi que continuase...

Ele comecou a me masturbar.. e percebeu que eu estava gostando... aos poucos ele rodou a mesa ficando de lado quando percebo aquela rola estava na minha cara e ele fala :
"toma sua puta vc não gosta de rola... lambe meu cacete vadia"
Isso me excitou ao mesmo tempo que me deixou sem ação... antes que pudesse pensar a rola já estava na minha boca sendo sugada por mim. eu gozei logo com aquelas mãos experiêntes em liar com bucetas.. meus gemidos foram abafados por aquela rola em minha boca.. ele percebeu que gozei e pagou, foi até a mesa e voltou em questão de segundos esva bovamente com a rola na boca então senti um objeto em meu na portinha de meu cuzinho, e pedi supliquei pra ele não enfiar nada.. nem com meu marido eu fazia sexo anal, e que só tinha experimentado 2 vezes na vida.. mas de nada adiantou ele logo falou: quem foi que disse que vadia mandava no cú, disse que eu era uma puta e que meu cú era de quem pedisse. e que minha opinião não valia..."

ele introduziu um plug anal daqueles que vendem em sexy shop... eu nunca tinha usado uma coisa dessas .. pensei em meu marido em casa que por diversas vezes, ficou só na vontade de meter em meu cuzinho... e agora eu estava ali na mão de um estranho praticamente, com um consolo cravado no cú de pernas abertas pro alto com a xota exposta e sendo massageada por um estranho... pra completar o safado retirou a pica de minha boca e começou a bater com a rola na minha cara dizendo toma vadia, não é de rola que vc gosta, puta te que levar com pau na cara...

Tudo isso me deixava ao memso tempo excitada e me sentindo uma vadia uma puta que não valia nada... ela parou e me mandou ficar de pé, ia tirar o consolo do cuzinho e ele segurou meu braço e falou ai de vc tirar essa rola do cú. agora anda pela sala que quero ver como uma vadia anda com um pau cravado no rabo... eu começei a andar pela sala e estava quase chorando.. com a humilhação, mas por dentro estava gostando.. lebrando de como seria excitante chegar em casa ver meu marido e ele me perguntando como foi meu dia...

Neste momneto ele me pediu pra ficar de joelhos no chão..e me deu mais com a pica na cara..me mandou chupar seu saco.. me segurava pelos cabelos..e neste tempo todo meu cuzinho já devia estar alargado com aquele plug anal enorme que estava na minha bunda...

ele me colocou deitada na maca e novamente pensei que iria tirar o consolo de meu cú mas ele começo a colocar a sua rola enorme na minha buceta ...estava fazendo uma DP ..ele bombava com sua rola na minha buceta..semparar. até que ele gozou eu gozei junto.. e fui as nuvens...

ele saiu foi ao banheiro da sala me deixando ali jogada de pernas abertas.. e um consolo cravado no cú.. eu retirei aquele plug anal e pu ver o tamanho daquela rola que tava em meu cú, e nem acreditei.. senti neste momneto como se estivesse faltando algo no meu cú senti uma vazio..aquela rola tinha me arrombado.. , pensei oque eu iria falar pro meu marido se a noite quisesse transar ele gosta de passar o dedinho no meu cuzinho e eu até peço isso a ele as vezes, só o dedinho é bom... ele iria sentir que estava arrombada..

Neste momento a realidade voltou com o médico voltando do banheiro.. perguntou o pq eu tinha retirado o consolo do cú e me mandou ficar de quadro do chão.. eu obedeci,nem sei pq.. foi como um reflexo.. ele colocou um dedo no meu cú depois 2 e por fim 3 dedos no meu cú...senti que estava melado com um creme...pensei ser até uma pomada ele retirou os dedos e pensei.. acabou agora vou embora e estou satisfeita... mas o pilantra.. quando pude perceber estava com a rola na porta de meu cú que nem sentiu entrar aquela pica enorme,, só começei a sentir depois que já estava a cabeçona inteira...ai pedia pra ele parar que estava me arrombando cada vez mais.. mas ele simplesmente bombava mais e mais aquele cuzinho que era apertado, quando cheguei ali , ele segurou meus cabelos e começou a me chamar de vadia, de cachorra, de puta, falava: vc não vai nem sentar hoje.. vai ficar com o cú ardido, em casa com seu maridinho corno.. e sabendo que foi arrombada por outro macho. que meu marido era um corno e que ele deveria saber que sua esposinha leva no cú e sempre vai levar no cú quando voltar ao ginecoligista...
Neste momento senti uma coisa que nunca senti antes.. começei a gozar.. levando no cú nem pode acreditar... ele gozou e pude sentir aquele leite quante preenchendo todo meu ânus...

fiquei ali no chão cheia de porra no cú... então depois de uns minutos me levantei. e iria no banheiro me limpar , mas o safado não deixou... esta eu de pé escorrendo porra pelas pernas vinda de meu cú .. e ele falou coloca a calcinha puta e não deixa cair uma gota de minha porra no chão se não vc vai ter que lamber... eu comecei a andar com a mão na bunda usando os dedos como tampa de meu cú... de meus olhos saiam lágrimas de prazer.. tesão..raiva...e sentimentos que nem sei explicar... coloquei a roupa e sai daquele local... cheia de porra no cú..ainda na porta ele me disse leva pra casa minha porra sente meu leite escorrendo pelas suas pernas até chegar em casa vadia... e volta semana que vem ...

por fim depois de 3 dias ainda no banho escorreu um melado de meu cuzinho, que voltou ao normal logo, mas ficou todo ardido.. não pude sentar uns 4 dias... no banho ao passar sabonete sentia ele frouxo.. e dolorido..

agora só me consulto com Dr Ricardo, e sou uma ótima paciênte, faço tudo que ele manda, e estou sempre de volta a me consultar 2 vezes por mês. Eu inventei pro meu marido que estou fazendo um tratamento.. agora em minhas transsas em casa meu marido nem chega perdo de meu cuzinho que é só de meu ginecologista.

Um comentário:

  1. PROCURA-SE MULHER DE CORNO GRÁVIDA - CUCKOLD - CREAMPIE - REAL SEX


    >>> fudedor.de.esposas.df@hotmail.com
    >>> (61) 8456-6055 Operadora OI.
    >>> (61) 9285-0356 Operadora CLARO.

    >> Me chamo Ricardo agora estou morando no Recanto das Emas, Brasília-DF sou comedor de esposinhas. Adoro comer as esposinhas de meus amigos na frente deles.

    >>> Procuro casais liberais, casadas, noivas, namoradas e solteiras, grávidas, gringas, ananzinhas.

    Adoro gozar dentro da boca das casadas e mandar o corno limpar tudinho, mas se meu novo amigo curtir só observar eu metendo na sua linda esposinha tudo bem. Tenho 35 anos, 1,72m de altura, 76kg, moreno claro. Qualquer casal que curta entre em contato comigo.

    >>>>>> OBS.: Favor não fiquem mandando mensagens para o meu celular, se quiserem me liguem pois sou comedor de esposinhas e não mensageiro. Curto sexo real sou comedor nato.

    ResponderExcluir